Rafting – Pucon

O rafting é sem duvida o melhor passeio!Ele é feito no Rio Trancura, principal rio da região que é formado pelas águas das geleiras.

Existem duas opções de rafting: o baixo Trancura – rafting com corredeiras mais amenas de nível II e III , ou seja para crianças. E o  alto Trancura, com corredeiras mais velozes de  III, IV e até V, ou seja o melhor, rs.

Neste dia nós fomos na cidade pesquisar os preços e depois de muito procurar decidimos fechar com a Andesmar, que aliás é uma das melhores agencias. O custo do passeio foi cerca de U$100,00, vale muito a pena!

O passeio iniciou as 13 horas, um micro ônibus nos buscou no hotel e nos levou para margem do Rio Trancura (cerca de 15km de Pucon), lá nós colocamos a roupa e botas de neoprene, capacete e colete salva vidas, o grupo é dividido em três botes  e depois eles dão uma pequena aula sobre como remar, como segurar o bote, posições no bote e posições de segurança caso caia no rio. Confesso que nesta hora me deu um frio na barriga.

ouvindo as instruções

Após a pequena aula, colocamos o nosso bote na água, o inicio é bem calmo, o instrutor inicia a aula prática, nós começamos a remar e temos a chance de cair na água, lógico que eu quis experimentar e a água é congelante.

Sem perceber inicia a nossa aventura, muita força nos braços e muita emoção que as corredeiras são bem agitadas.

Na primeira corredeira ficamos atolados na pedra e era água pra todo lado. E rema, rema e se joga pro fundo do bote até que depois de uns minutos parados desencalhamos, ufa.

encalhados na rocha

Conseguimos

Na segunda corredeira não sei como a gente caiu de uma forma que a água entrou dentro do bote e me lambeu para fora do barco, nesta hora levei o maior susto tentei ficar calma e fazer todas a posições de segurança que tinha aprendido, mas a corrente do rio me levou rapidamente para margem e fiquei esperando o resgate que é feito por um dos guias em um kaiak.

sequência da minha queda na água

A terceira e melhor parte é quando todos os botes vão para a margem e todos devem sair e fazer uma pequena trilha para uma parte mais alta e só ali você percebe que a sua única opção para continuar o passeio é saltar de uma rocha no rio. Muita tensão no ar, mas são tantas pessoas pulando, uma seguida da outra e o guia te dando toda a segurança que o salto se torna fácil. A gente só precisa fazer isso pois a corredeira é de nível sete e tem mais ou menos 5 m, então o guia desce sozinho no bote.

A quarta queda é a última e daí a equipe de resgate já está nos esperando para nos levar a margem do rio.

The end

Após o passeio, tem um vestiário para nos secarmos e trocar de roupa.

É também nesta hora que fechamos com o fotografo as fotos, elas custam cerca de US$50,00 e é dividida por bote. Chegando em Pucon ele grava todas as fotos em um CD. A boa é dividir com o grupo do seu bote e depois copiar em um pen drive. Estas fotos do post foram as fotos tiradas pelo fotógrafo.

Todos os guias eram muito divertidos e animados, o tempo todo fazendo brincadeiras e nos passando a maior segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *