Praias de Saint Martin – Parte I

Para conhecer toda a ilha de Saint Martin o ideal é ficar no mínimo 4 dias.

Após pegar todas as dicas das melhores praias com a guia do Radisson eu dividi meus dias assim:

1° Dia – Costa Oeste:

Nossa primeira parada foi na Baia de Grand Case, um lugar maravilhoso, mas não chegamos a ficar lá, pois não tinham muitos banhistas e a baia estava cheia de barcos. Fizemos uma caminhada pela rua principal onde ficam a maioria dos restaurantes.

Grand Case

Dali seguimos para Friar’s Bay, uma praia pequena, com dois bares. O mais famoso o Kalisbeach Bar, a noite tem show de reggae e festa da lua cheia todo mês. Mas uma coisa não me agradou, na praia desagua uma lagoa, que pelo que pude notar a água não era nada limpa. O que me dessanimou a passar o dia nesta praia.

Friar’s Bay

Logo ali ao lado da Friar’s Bay, num caminho meio escondido chegamos na Rocky Bay, uma praia bonita, mas deserta e um pouco ruim para o banho pois como o próprio nome diz ela não tem uma faixa de areia e sim de pedras.

Rocky Bay

Como já era hora do almoço paramos na capital do lado francês: Marigot, aproveitamos para conhecer o mercado local, ver onde saem os ferrys para Anguilla e provar a comida crioula. Almoçamos num lugar chamado Sandy´s, que tinha um mojito tropical maravilhoso e uma comida boa.

Marigot

Terminamos nosso dia em Baie Rouge e não poderiamos ter terminado melhor, para mim foi a praia mais bonita da ilha. A água era muito clara, calma e do lado direito tinha uma pequena barreira de corais. Para quem tem um pouco mais de fôlego é possível nadar até uma pequena caverna. Lá dá para alugar cadeiras e guarda-sóis por 10 dolares ou 10 euros.

Baie Rouge

2° Dia – Costa Sul

Iniciamos o dia com Long Bay, uma praia bem bonita  que fica dentro de um condomínio residencial, com casas de babar. Não ficamos por muito tempo pois começou a chover.

Long Bay

A segunda praia visitada foi a Mullet Bay, já no lado holandês, nossa intenção era ir para Cupecoy, mas não conseguimos achar a entrada, então ficamos em Mullet Bay. Não nos arrependermos nem um pouco, a praia é tomada por guarda-sóis e espreguiçadeiras que custaram 15 dólares. É uma pequena praia, com águas bem calmas ótima para relaxar. Nós almoçamos no bar da praia mesmo, eu comi um sanduiche de mahi mahi, peixe local e meu marido um cheaseburguer que estavam ótimos.

mar da Mullet Bay

Depois fomos para Maho Bay, esta é aquela famosa praia que fica ao lado do aeroporto. E apesar dos avisos de perigo algumas pessoas ficam segurando na grade para sentir a força das turbinas dos aviões. O Maho Beach and Sunset bar é um ótimo local para tomar drinks e beliscar assistindo o movimento dos aviões.

Maho Bay

Maho Bay

Nossa ultima parada foi a baia de Philipsburg, passamos de carro por Simpson Bay e Cole Bay. A baia é muito bonita, com muitos barcos e navios de cruzeiro. Aproveitamos para conhecer o centro, a rua principal é a Frontstreet, cheia de lojas de tudo que é tipo, mas não sei se era por ser baixa temporada, mas as ruas e lojas estavam bem vazias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *